MAD no Fazer a Festa

A MAD terminou no sábado, depois do treino militar dos actores que leram Maresia (uma hora de corrida pelos jardins para perceber melhor o texto de Karin Serres – na foto, a leitura), da versão transgénero de Voyeur (o actor terminou a leitura de saltos altos e baton vermelho), e do ritmo afinado de Tuning. Leram as peças Armando Pinho, Ricardo Correia, Sara Costa, Cecília Ferreira, Flora Miranda, Cátia Lopes, João Costa, Afonso Santos, Ana Todo Bom, Sara Reis, Pedro Pedrosa, Vítor Silva, Simão Ramos, Tiago Moreira e Mafalda Strecht (também assistente de direcção nas leituras de Tuning e Maresia); a Inês Nogueira fez a direcção de cena. Para o ano há mais; no entretanto, em data a anunciar, serão lidas e trabalhadas algumas das peças que recebemos mas que não lemos nesta segunda edição. O MAD é coordenado por mim, pelo Fernando Moreira e pelo José Leitão, e faz parte do Fazer a Festa (festival organizado pelo Art’imagem desde 1981, com direcção artística de José Leitão).

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: