Mirada 2012

O espetáculo Eclipse, do Grupo Galpão, uma remistura de contos e outros textos de Chekhov, abriu ontem a segunda edição do Mirada – Festival Ibero-Americano de Artes Cênicas de Santos. Nos trinta anos desta companhia de actores de Minas Gerais, Eclipse apresenta uma reflexão sobre o trabalho artístico, sob a direção do encenador, dramaturgo, cenógrafo, figurinista e professor Jurij Alschitz, russo radicado em Berlim, coordenador do AKT-ZENT International Theatre Centre.

O festival dá uma bela panorâmica da produção atual da América Latina, em geral espetáculos com provas dadas, por assim dizer, com alguns exemplos de Portugal e Espanha também. Em especial, recomenda-se a retrospectiva de teatro mexicano, com espetáculos das companhias Teatro Línea de Sombra, Compañía Tapioca Inn, Por Piedad Producciones, Compañia Nacional de Teatro, Teatro El Farfullero, Artilleria Producciones,  El Milagro e Carretera 45 Teatro. Há também boas embaixadas da Bolívia, do Chile, do Peru e da Venezuela, com espetáculos emblemáticos de grupos marcantes (Teatro de Los Andes, Teatro Cinema, Yuyachkani e Actoral 80, respectivamente) e ainda a trilogia colombiana Sobre Alguns Assuntos de Família, do grupo La Maldita Vanidad, entre muitos outros eventos.

Hoje de manhã, a actriz (e diretora da Escola Superior Célia Helena) Ligia Cortez moderou o debate sobre O teatro mexicano no panorama atual da produção cênica do continente, com Juan Meliá (Coordenador Nacional de Teatro, da cidade do México), Vivian Martínez Tabares (do Departamento de Teatro da Casa de las Américas, de La Habana) e Mario Rojas (professor emérito da Catholic University of America, de Washington) – uma sessão muito completa, que criou as melhores expectativas para as obras mexicanas, a começar por Incêndios, a peça de Wajdi Mouawad, com encenação de Hugo Arrevillaga Serrano, à noite no Teatro Coliseu de Santos.

CÔLUNA SÔCIÁU

Fui convidado pelo Festival, por isso vou cá estar os dez dias, de 5 a 15 de Setembro, com o excelso Mário Moutinho, que veio em representação do FITEI, aqui ainda com certo jet-lag, na companhia das beldades Tânia Reis, portuguesíssima, em SP desde 2008, e Anna Zêpa, uma autêntica prenda de Natal, sócias no projecto As de Fora.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: